Qual o futuro das startups no Brasil?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Qual o futuro das startups no Brasil? O cenário de startups no Brasil surpreende a cada mês. Isso porque os investidores perceberam que vale a pena explorar esse mercado.

Os investimentos em startups brasileiras somaram US$ 344 milhões em setembro, segundo o Inside Venture Capital Report, relatório mensal produzido pela plataforma de inovação.

O volume de investimentos aumentou 89% em relação a todo o ano de 2021 e 190% em relação ao mesmo período de 2020. Foram investidos US$ 6,9 bilhões. Um processo de 558 rodadas e 403 transações por US$ 2,3 bilhões.

Assim como as fusões e aquisições, houve 19 fusões e aquisições no mês, o mesmo que em setembro de 2020. Houve 178 fusões e aquisições até agora em 2021, um aumento de 69% em relação a janeiro-setembro do ano passado, quando 105 desses negócios ocorreram. Cerca de 210 transações são esperadas no ecossistema até o final do ano. As indústrias mais visadas são fintech (40 negócios), tecnologia de marketing (24), tecnologia de varejo (21) e edtech (15).

Este ano, o investimento em startups no país atingiu o maior recorde: até novembro, os investimentos nesses empreendimentos chegaram a US$ 8,85 bilhões, com um total de 677 rodadas de financiamento, segundo dados da Inside Venture Capital do Distrito. Esse número triplicou o registrado em 2020. Também no ano passado, o ecossistema enfrentou discussões sobre o Marco Legal das Startups, projeto de lei que visa atrair investidores em simultâneo, em que cria oportunidades e incentiva o empreendedorismo inovador no Brasil.